o que é a consciência?

Consciência. Consumo consciente. Moda consciente. Marca consciente. Produção consciente. E por aí vai...


São tantas expressões que se formaram utilizando esta palavra, que na verdade virou um rótulo. Um rótulo de que é algo bom ou melhor do que aquilo que não se diz consciente. E eu como curiosa, pensadora e criadora me questionei: O QUE É A CONSCIÊNCIA de que tanto se fala?


Entendo que estamos vivendo um movimento comportamental para um ‘modo’ consciente. Conscientes em relação ao planeta e ao que usufruímos dele até então. Conscientes de nossas relações entre seres humanos, animais, vegetais e espirituais. Conscientes de nossos hábitos diários aceitáveis e não aceitáveis. Conscientes de todo um sistema que se movimenta para atender nossas demandas.


Estamos despertando para um estilo de vida consciente, em que estaremos interessados pelo que nos cerca, atentos à tudo o que chega até nós, saindo de um modo alienado em que se ignoravam fatores externos e coletivos em prol da individualidade.

Quase tudo o que criamos, fazemos ou pensamos possui impactos positivos e negativos. E estar em estado de consciência nos permite refletir frente à todas as perspectivas que se apresentam.


Percebo muitas amigas e amigos, conhecidos e familiares entrando neste ‘modo consciente’. Despertando sua forma de pensar e se percebendo como parte do todo, transformando seus valores, aprimorando seu estilo de vida, agindo com clareza sobre suas próprias ações e sabendo do impacto, positivo ou não, que causam no planeta.


Em algum momento da minha vida eu passei por esta transformação. Apesar de ter crescido em um sítio e conviver desde sempre com a natureza, muitos padrões e crenças cresceram comigo também, e isto é natural e acolhido por mim. Mas quando eu fui percebendo o quão inconsciente era o meu entendimento sobre a vida e sobre como as coisas chegavam até mim, desde um alimento até as relações com pessoas, as coisas começaram a mudar. Entendi que eu tinha dois caminhos: me envolver com uma estratégia da tragédia, onde se vive e não se questiona, ou se questiona mas não se busca por respostas) ou me conscientizar e buscar por uma estratégia da mudança.


Buscar e me engajar por um mundo melhor e criar condições propícias à vida em qualquer lugar, com qualquer pessoa e por qualquer causa me parece ser o verdadeiro ‘modo consciente’. Compreender que todos moramos na mesma casa e que a transformação precisa acessar à todos, sem excluir. Então, neste momento começaremos a viver globalmente a consciência de que tanto falamos.

Eu gostaria saber de ti, O QUE É A CONSCIÊNCIA PRA VOCÊ? Escreve aqui e vamos trocar criar uma discussão rica e diversa.


com amor, Iara.

44 visualizações1 comentário